Tristeza do Jeca – Sérgio Reis

1.004 visualizações

 E      A             E
Nestes versos tão singelos
       A          E
Minha bela, meu amor
 E     A           E
Prá você quero contar
         A              E  
O meu sofrer e a minha dor
A                 E
Eu sou como o sabiá
                     B
Quando canta é só tristeza
                     E
Desde o galho onde está
B                               E
Nesta viola eu canto e gemo de verdade
B                            E
Cada toada representa uma saudade
E      A          E
Eu nasci naquela serra
        A              E
Num ranchinho a beira chão
      A          E
Tudo cheio de buraco
        A           E   
Onde a lua faz  clarão
A                   E
Quando chega a madrugada
                 B
Lá no mato a passarada
                E
Principia o barulhão
B                               E
Nesta viola, eu canto e gemo de verdade
B                            E
Cada toada representa uma saudade
E        A          E
Vou guardar minha viola
        A            E
Já não posso mais cantar
        A           E
Pois o Jeca quando canta
      A            E   
Dá vontade de  chorar
A                 E
O choro que vai caindo
                   B
Devagar vai se sumindo
                      E
Como as àguas vão pro mar
B                               E
Nesta viola, eu canto e gemo de verdade
B                            E
Cada toada representa uma saudade

 


 

Gostou? Compartilhe

Toque Também

Toque por Estilo Musical

Você não esta sozinho

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Share on whatsapp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Telegram
WhatsApp